Erro na Linha: #125 :: Undefined index: post_tags
/home/tratamentovascular/www/_app/Models/Seo.class.php
SAIBA TUDO SOBRE ESCLEROTERAPIA - Dr. Sérgio Tiossi
São Caetano do Sul - 11 4221.9492 / 11 97645.4323

SAIBA TUDO SOBRE ESCLEROTERAPIA

SAIBA TUDO SOBRE ESCLEROTERAPIA
Avatar de <div class='trigger trigger_error'><b>Erro na Linha: #36 ::</b> Undefined variable: userAvatar<br><small>/home/tratamentovascular/www/themes/wc_default/artigo.php</small><span class='ajax_close'></span></div>
Por: Renan GrupoKop
Dia 17/12/2019 20h48

A Escleroterapia de veias deve ser realizada por Cirurgião Vascular devidamente credenciado e habilitado no tratamento das doenças venosas em suas diferentes formas de apresentação e fases de evolução. Em determinados vasos de finíssimo calibre, é necessário auxílio de uma lupa microcirúrgica para sua melhor visualização, aumentando a imagem em 2 a 3 vezes.

A Escleroterapia consiste na injeção de substâncias esclerosantes em varizes de diferentes calibres. Em alguns casos, mesmo adequadamente realizadas e bem indicadas, podem não ter o efeito desejado e o paciente necessitar de uma cirurgia venosa para posteriormente, reiniciar-se a escleroterapia.

A escleroterapia venosa tem sua principal indicação para as telangiectasias (pequenas veias dilatadas de coloração azulada ou avermelhada e em "forma de aranhas ou fios de cabelo") e para as micro varizes que acometem principalmente mulheres após a segunda década de vida. Causam constrangimento estético, a ponto de algumas pessoas se envergonharem de expor as pernas quando usam shorts ou saias e acabam evitando, assim, o uso dessas roupas. Como vivemos em um país tropical isso pode ser um grande transtorno, principalmente às mulheres. Outras vezes podem causar sintomas como coceira, queimação e/ou dor local.

O procedimento é muito efetivo e quase indolor, evitando-se a cirurgia na maioria dos casos com as vantagens de ser realizado no consultório, evitando internação, anestesia raquidiana (ou peridural) e não é preciso afastar-se do trabalho ou das atividades cotidianas, já que o retorno é imediato. Não há restrições de atividades após as sessões de escleroterapia, porém é bom que se evite exposição solar nas regiões tratadas em torno de uma a duas semanas, dependendo do tipo de pele.

A técnica da Espuma Densa nos permite, hoje, melhorar o resultado estético e funcional das sessões de escleroterapia em praticamente todos os casos, inclusive nos "casos complicados de recidivas" e naqueles pós-operatórios em que algumas varizes "não saíram totalmente" durante a cirurgia. Orientamos que se utilize uma meia elástica graduada de compressão por 12 a 24 horas após as aplicações, dependendo do calibre e da localização do vaso tratado.

Utilizamos técnicas combinadas para atingirmos um melhor resultado estético: Espuma Densa, a Crioesclerose (injeção de glicose ultra-gelada a -44 graus) e a Glicose Hipertônica.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Veja Também:

Confira mais artigos relacionados e obtenha ainda mais dicas de como alavancar seu negócio.

Olá, deixe seu comentário para SAIBA TUDO SOBRE ESCLEROTERAPIA

Enviando Comentário Fechar :/